Renault e Dacia vão limitar velocidade máxima a 180 km/h

Renault Mégane eVision

Em nome da segurança, a partir de 2022, os franceses vão seguir o exemplo deixado pela Volvo.

Durante uma reunião com os acionistas, o CEO do grupo Renault anunciou que a velocidade máxima dos modelos da Renault e da Dacia passará a ser limitada a 180 km/h, de modo a aumentar a segurança. Luca de Meo justificou esta medida com o facto de a velocidade excessiva ser a causa de mais de um terço das mortes na estrada. A Alpine não foi mencionada, ficando por confirmar se os seus modelos poderão não abrangidos pela referida restrição.

A juntar a isto, alguns modelos do grupo francês, como por exemplo, a versão de produção do Renault Mégane eVision Concept (na imagem), que será lançada em 2022, contará com um cruise control automático limitado a 160 km/h. Este sistema permitirá ajustar automaticamente a velocidade de acordo com os sinais de trânsito e os dados de georreferenciação recolhidos. Chamado Safety Coach este sistema terá, portanto, em consideração as curvas e cruzamentos, mas também as condições climatéricas. Para reforçar ainda mais a segurança dos ocupantes, existirão sensores que detetam o grau de atenção do condutor, nomeadamente através de sensores que avaliam se as mãos deste estão no volante – na função Safe Guardian. Existirão também um conjunto de sensores espalhados pelo carro que avaliam os hábitos de condução através de pontuação, como por exemplo, as manobras de ultrapassagem – num sistema chamado Safety Score. Por fim, já em 2022, a Renault vai lançar o Rescue Code, um QR code que facilita o trabalho de uma equipa de emergência indicando o lugar das baterias.

Recorde-se que a Volvo foi pioneira, em 2020, a restringir a velocidade máxima dos seus carros – igualmente limitada a 180 km/h.

Deixe uma resposta

*