Audi suspende desenvolvimento de novos motores a combustão

Audi TFSI

CEO da marca alemã confirmou que o foco agora são os modelos 100% elétricos.

“Não iremos desenvolver novos motores a combustão, mas iremos adaptar os motores a combustão interna atuais de acordo com as novas normas de emissões”, a garantia é dada por Marcus Duesmann, o CEO da Audi, que em entrevista à Automobilwoche adiantou ainda que as normas Euro 7 são um enorme desafio do ponto de vista técnico, apesar do claro benefício para o ambiente. Isto significa que a marca de Ingolstadt irá descontinuar gradualmente a sua oferta de motores térmicos, onde se inclui o V8 4.0 biturbo da RS6 Avant ou V10 do R8, para ir dando lugar a modelos 100% elétricos.

Aliás, nesse capítulo a Audi prevê ter um portefólio de 20 modelos elétricos nos próximos cinco anos. O plano da marca dos quatro anéis é tornar-se numa marca apenas dedicada a modelos elétricos até 2030. A próxima aposta será o novo modelo “zero emissões” de acesso à gama, o Q4 E-Tron (o seu primeiro modelo de base MEB), que será revelado oficialmente dentro de poucas semanas. O ponto de viragem definitivo deverá, no entanto, ser dado no final de 2024, com a estreia da primeira berlina elétrica (conhecido como Project Artemis), que contará com uma bateria composta por uma única célula.

A Motor1 diz que, em jeito de despedida, a marca alemã vai lançar a berlina ultra-luxuosa A8 Horch com um motor W12.

Deixe uma resposta

*