Mercedes-Benz EQE já tem data de estreia

Mercedes-Benz EQE

Além da berlina elétrica alinhada com o Classe E, a marca alemã trará ao Salão de Munique o primeiro AMG “zero emissões” de produção em série.

A Mercedes-Benz quer lançar dez carros elétricos até 2022. O sexto deste lote será o EQE, cujas primeiras imagens foram agora reveladas. Trata-se de uma berlina alinhada com o Classe E que fará a sua estreia oficial no Salão de Munique (que se realizará de 7 a 12 de setembro). O modelo conhecido internamente como V295 será feito com base na plataforma EVA II/MEA, a mesma o EQS que chegará ao mercado em outubro. A nova plataforma recorre a alumínio, o que permite poupar no peso. Além disso, o EQE será mais pequeno que o Classe E com motor a combustão, mas oferecerá espaço interior ao nível de um Classe S convencional. Isto é possível graças ao piso plano, uma vez que a bateria é encaixada entre os eixos e na área situada atrás dos bancos posteriores. Aerodinamicamente, o EQE é mais eficiente face ao Classe E, com o contributo do chassis ativo. A primeira imagem do exterior mostra os farolins unidos por uma tira em LED e elementos visuais similares ao CLS. Este modelo de quatro lugares possui arcos das rodas pronunciados e uma linha de tejadilho parecida com a do EQS. A traseira tem uma pequena tampa da mala ao estilo do CLS.

A imagem do interior mostra semelhanças com o EQS, com o recurso a três ecrãs colocados numa estrutura curva com feedback háptico. O condutor tem à sua frente um painel com 12,3 polegadas, ao centro um ecrã com 17,7 polegadas e outro ecrã para o passageiro da frente com 12,3”. O Hyperscreen tem 141 cm e ocupa uma área de 2432 cm². Em opção haverá um sistema mais básico com um ecrã central de 12,8”, que já não inclui o ecrã do “pendura”. A bateria será de 90 kWh de capacidade. O sistema de quatro rodas direcionais tem no eixo traseiro um ângulo de 4,5 graus (podendo, opcionalmente e remotamente, via smartphone, aumentar até 10 graus). Especula-se que no lançamento este modelo que será produzido em Sindelfingen, estará disponível numa versão de topo com 400 cv e 750 Nm, com mais de 650 km de autonomia. Da gama farão parte ainda outras versões de tração integral e traseira.

A Mercedes-Benz confirmou oito estreias para o Salão de Munique, entre elas a do primeiro elétrico de produção em série da AMG, provavelmente uma variante mais “apimentada” do EQS. É possível que este modelo tenha 761 cv – o que fará com que seja mais potente do que GT Black Series. Na calha está também o Mercedes-Maybach EQS SUV, o EQB em estreia europeia e o Mercedes-AMG GT 73 quatro portas um híbrido plug-in de base V8 com 816 cv. Por fim, está prevista a apresentação do Classe C All-Terrain e do Classe S blindado.

Deixe uma resposta

*