Bentley vai “atacar” Pikes Peak com biocombustível

Pikes Peak Bentley Continental GT3 View Gallery 14 photos

Rhys Millen vai conduzir Continental GT3 de olho no terceiro recorde da marca britânica na mítica rampa.

Este ano a Bentley vai voltar a tentar a sua sorte na mundialmente famosa rampa de Pikes Peaks, que se realiza desde 1916 nas montanhas rochosas do Colorado (EUA). Contudo, em vez de utilizar um Continental GT quase de fábrica, a marca britânica optou por um bem mais preparado Continental GT3 alimentado a biocombustível.

O novo Continental GT3 vem na senda de modelos recordistas como o Bentayga W12 que em 2018 se tornou no SUV mais rápido em Pikes Peak e do Continental GT que em 2019 repetiu a façanha entre os carros de produção. A nova “arma” para o ataque ao recorde na classe “Time Attack 1” da edição de 2021 da “Hill Climb” está a ser desenvolvida no Reino Unido pela mão da equipa britânica da Fastr, especialistas em rampas, com a ajuda de engenheiros da M-Sport e da K-PAX Racing. Este Continental GT3 de Pikes Peak vem equipado com uma asa bipartida ainda maior do que o do modelo de competição (que já é capaz de gerar 1000 kg de “downforce”) e outros apêndices aerodinâmicos específicos na dianteira, um piso plano, além de saias laterais prolongadas. Além disso, neste GT3 de Pikes Peak, os vidros traseiros foram substituídos por entradas de ar. Este “montanhista” vem munido de um motor V8 4.0 turbo altamente modificado que, tal como já foi referido, será alimentado por um biocombustível especial que promete reduzir as emissões de CO2 na ordem dos 85%, mas também, em contrapartida, assegurar melhores prestações em altitude, segundo a marca. A Bentley é das marcas do grupo VW que vai apostar a longo-prazo num programa de produção de combustíveis sintéticos com o intuito de os utilizar mais tarde em modelos de produção.

O atual detentor do recorde é um Porsche GT3 RS Clubsport de 900 cv especialmente preparado que fez em 2019 a subida de 20 km em 9 minutos e 36,559 segundos e a uma velocidade média superior a 125 km/h. O recordista absoluto é o elétrico VW ID R que em 2018 “escalou” em 7 minutos e 57 segundos. No próximo dia 27 de junho, estará ao volante do Continental GT3, como sucedeu nos outros recordes da Bentley, o experiente neozelandês Rhys Millen.

A “corrida para as nuvens”, como é conhecido o evento, começa a 1440 metros de altitude e termina 156 curvas depois a 4302 m. Desde 2011 que o percurso de Pikes Peak é asfaltado.

Deixe uma resposta

*